sábado, 16 de maio de 2015

E agora, uma boa notícia: o co-autor dos atentados de Boston foi hoje condenado à morte!


Celebremos! Talvez  possamos um dia fazer o mesmo a todos os islamistas!...

«Dzhokhar Tsarnaev, autor dos atentados da maratona de Boston, foi condenado à pena de morte, esta sexta-feira este Vernes, nos Estados Unidos da América.»

 De nada lhe valeram a capa da Rolling Stone e os suspiros das pitas norte-americanas!

«O jovem de 21 anos foi considerado culpado, no mês passado, de ter organizado a 15 de Abril de 2013 o duplo atentado, considerado o pior registado nos Estados Unidos desde os ataques levados a cabo pela al-Qaeda em 11 de Setembro de 2001.

O atentado de Boston provocou três mortos e 264 feridos em consequência do rebentamento de dois engenhos explosivos de fabrico artesanal, colocados junto à linha de chegada da prova da maratona.

O imigrante, de ascendência chechena, foi considerado culpado de 17 crimes, entre os quais o uso de arma de destruição em massa com a intenção de matar, assim como de assistir, planear e executar quatro pessoas, três das quais mortas no atentado. A quarta morte foi a de um agente da polícia atingido por tiros dias depois do atentado, durante uma perseguição.

O júri do tribunal de Boston levou mais de 14 horas para pronunciar a sentença de morte de Dzhokhar Tsarnaev.»

____________
Ver também:

Rolling Stone: o branqueamento me(r)diático do terrorismo islâmico
A próxima capa da Rolling Stone...

Sem comentários: