quarta-feira, 12 de julho de 2017

Robert Spencer: «O Islão é uma religião de paz?» (com legendas)

     Neste vídeo, o Sr. Spencer mostra-nos a razão de ser considerado por muitos -incluindo aqui o vosso blogueiro- o maior crítico do Islão dos nossos tempos. Para além de ser um profundo conhecedor dos textos sagrados islâmicos, as hádices e o alcorão, o Sr. Spencer segue atentamente as declarações e os actos dos líderes islâmicos de todo o mundo, encontrando várias evidências de que os islamistas encontram nos textos sagrados e na vida do "profeta" Maomé a justificação para os seus actos criminosos e anti-humanos. Ou seja, tudo o contrário do que os nossos mé(r)dia e líderes pulhíticos nos querem convencer!

Já agora, aqui ficam alguns dados interessantes mencionados pelo Sr. Spencer no vídeo:
  • Ao longo da sua vida, Maomé participou em 27 campanhas militares, tendo combatido em 9 delas;
  • Maomé ordenava aos seus exércitos que guerreassem pelo menos de dois em dois meses;
  • Continua a haver, um pouco por todo o mundo islâmico, manuais islâmicos que justificam a subjugação e imposição da jízia aos "infiéis".
 

____________
Ver também:

Robert Spencer: «Não existe um Islão moderado» (com legendas)

2 comentários:

Leitora disse...

Vc não acha que botar a culpa no "islã" é como botar a culpa em algo abstrato, que nem "supremacia branca", ou "racismo". É uma coisa que não se vê, nem toca, nem sente. É apenas uma ideia.

Afonso de Portugal disse...

Bem, o marxismo também é "apenas uma ideia". O capitalismo também é "apenas uma ideia".

De resto, vê-se bem que você é brasileira: na Europa, o Islão vê-se cada vez, cheira-se e por vezes sente-se na própria pele! :P