segunda-feira, 23 de abril de 2018

Paul Joseph Watson sobre mais um apelo descarado do esquerdalho à censura


      É mais um exemplo paradigmático de aplicação prática da Teoria Crítica: da mesma forma que os "historiadores" marxistas deturpam e reescrevem a História para tentarem encaixar nela a sua narrativa criminosa de que a superior Civilização Ocidental é "o berço do racismo", "da opressão", "do patriarcado" e de outras barbaridades ideológicas do género, há revistas e programas televisivos que se dedicam a vasculhar a cultura popular para encontrar "homofobia", "misoginia", "etnocentrismo" e... enfim, outras barbaridades ideológicas do género.

Felizmente, temos connosco o grande PJW para desconstruir brilhantemente toda esta parolice...

Presidente Trump: preso por ter cão e por não ter

 
      Mais um excelente cartoon do grande António Branco que ilustra perfeitamente a cretinice dos membros do Partido "Democrata" e dos mé(r)dia que lhes prestam vassalagem...


Gloria Álvarez tenta explicar aos eurocratas porque é que o socialismo não funciona


     Este é um vídeo absolutamente obrigatório, embora a Sr. Álvarez não diga nada que não seja perfeitamente claro para alguém com dois dedos de testa e com o mínimo de conhecimento da História. Infelizmente, o lugar escolhido por ela para divulgar a sua mensagem é um dos piores possíveis, o Par(a)lamento Europeu, o tal órgão supostamente democrático mas que depois não tem nem poder legislativo nem poder executivo (essas coisas são da "competência" exclusiva da Comissão Europeia que, como todos sabemos, é constituída unicamente por gente que não foi eleita).

Claro que falta à Sr.ª Álvarez contar a outra metade da história: se o Estado absoluto leva à corrupção absoluta, pelo efeito da concentração do poder e dos recursos em grupos restritos de pessoas, o mesmo sucede com a liberdade de mercado absoluta, pelo efeito da concentração do poder e dos monopólios noutros grupos restritos de pessoas. É por isso que eu não posso nem com socialistas, nem com liberais. São ambos ideólogos dogmáticos, apenas veneram deuses diferentes, num caso o Estado, no outro o Mercado. Como diz o nosso povo, "é a meio-caminho que está a virtude"...


____________
Ver também:


Stefan Molyneux: «O mito do socialismo escandinavo» (com legendas)
«Onde estão as celebridades que enalteceram o regime venezuelano?»
Uma ciência boa e socialista
«Porque é que o comunismo falhou?»

Mais um momento surreal por parte da polícia "bife"


      Na cidade de Oldham (grande Manchester), uma rapariga de 12 anos foi atacada sem motivo aparente por quinze jovens (ou seriam "jovens"?), tendo sido esmurrada, pontapeada e finalmente lançada do alto de um morro. Até aqui, temos apenas mais um episódio corriqueiro na longa série de ataqu... eeer... perdão, de "enriquecimentos" de que os jovens europeus têm sido alvo beneficiado desde que a Europa se tornou um continente "moderno", "progressista" e "vibrante".

Uma vista sobre a cidade de Oldham, onde também houve vários casos de "gangues asiáticos" pedófilos.

Mas a coisa tornou-se particularmente interessante depois de a mãe da pré-adolescente decidir apresentar queixa à polícia local:
«Um dia depois de ter feito queixa do ataque, a Sr.ª Woods [mãe da vítima] recebeu um telefonema por parte de uma agente da Polícia de Grande Manchester, que lhe "explicou" que a polícia não iria seguir adiante com a investigação porque "não era um crime de grande gravidade, apenas miúdos a lutar". A agente disse ainda à Sr.ª Woods que não seria "racionalmente económico" investigar o caso.»

 A mãe (Victoria Woods) com a sua filha, a vítima (Isabelle Woods).

Aaahh! "Racionalmente económico"... e, no entanto, as polícias britânicas gastam balúrdios a perseguir os cidadãos que devia proteger apenas por meia-dúzia de palavras que eles escrevem nas redes sociais! Mas que belo sentido das prioridades!... Naturalmente, a mãe da  vítima ficou indignada e protestou:
«"Eu deixei-lhe bem claro que não estava satisfeita e que não achava que a resposta das autoridades fosse adequada. Não se tratava apenas de raparigas a lutar, ma sim de um grupo de 15 raparigas a atacar uma só, com uma das agressoras a filmar  tudo! Não foi uma situação em que a minha filha se pudesse ter defendido. Ela agora está com medo de sair de casa!".»

Medo de sair de casa?!  Que islamóf... eeer... perdão, que grupófila, pá! Lá porque um grupo de "jovens" lhe bateu, não quer dizer que todos os grupos de "jovens" lhe vão bater! Não podemos generalizar, pá! Nem todos os "jovens" são "jovens", pá!!!
«A Sr.ª Woods recebeu um segundo telefonema, desta feita por parte de uma detective da polícia, que reiterou a decisão de não investigar o caso, mantendo que não seria "economicamente racional" e que não se tratava de um "crime grave". A detective também tentou culpar o governo por não haver agentes da polícia suficientes e disse que os números do crime tinham ultrapassado todos os limites.»

Ou seja, a Grã-Bretanha atingiu um novo patamar de obscenidade: agora o dinheiro dos impostos dos cidadãos britânicos já não é usado para garantir a sua segurança, embora seja esbanjado a garantir que os "islamófobos" não dão com a língua nos dentes nas redes sociais! Mas não se preocupem, caros leitores, porque os defensores da imigração de fronteiras escancaradas garantiram sempre que "jamais teríamos de abdicar do que quer que fosse para receber os imigrantes"!

Sim, imigrantes, porque, como seria de esperar, estamos mais uma vez perante um "gangue de asiáticos", eufemismo cretino habitualmente utilizado pelos mé(r)dia para designar os gangues de muçulmanos oriundos do sudeste asiático. Só no mês de Março houve três ataques a jovens estudantes na mesma cidade (Oldham), por parte de três "gangues de asiáticos" diferentes! Num dos casos, os agressores utilizaram um martelo e tudo!!!

Muitos dos leitores do TU estarão a ler isto e a pensar: "mas ó Afonso, que interesse tem isto para nós, nacionalistas portugueses?" É simples, meus caros, este género de coisas tem chegado a  Portugal com anos ou até décadas de atraso... mas tem chegado! O politicamente correcto e o marxismo cultural chegaram primeiro à América do Norte e aos países mais industrializados da Europa, mas depois chegaram aqui também! A (in)justiça social começou primeiro na América do Norte e na Escandinávia mas depois espalhou-se como um vírus! E eu garanto-vos: a censura, a perseguição e as detenções que vemos no Reino Unido, na Alemanha, na Suécia e em tantos outros países supostamente livres do Ocidente também acabarão por chegar aqui a Portugal!!!

______________________________
Outras cretinices da polícia "bife":

domingo, 22 de abril de 2018

Os frutos do feminismo (2): depois de a Fórmula 1 ter banido as 'grid girls', há quem queira agora que a NFL faça o mesmo às suas 'cheerleaders'!


     Sim, meus caros leitores, é este o Ocidente "moderno" e "progressista" em que vivemos, um Ocidente simplesmente radioso, em que as mulheres perdem os seus empregos sob o pretexto de combater o sexismo!... 😕  Mas atenção, que o feminismo é a luta pela liberdade, pela emancipação e pelos direitos das mulheres, pá! Quem disser o contrário é um misógino saloio, hããã!!!



___________
Ver também:

Fórmula 1 decide banir as 'grid girls' por "estarem em desacordo com as normas actuais da sociedade"

Bosta das Índias: «Portugal precisa da imigração para resolver problema demográfico»


via O Livro das Imagens

     Os globalistas têm cada vez mais razões para celebrar a implosão portuguesa! Às suas vitórias retumbantes no campo económico (desmantelamento da indústria portuguesa, alienação da banca e do sector energético portugueses, dívida pública crescente, dependência crónica do exterior, etc.), e também no campo social (cerca de 70 divórcios para cada 100 casamentos, 150 mil abortos só entre 2008 e 2016, quase 745 mil emigrantes entre só 2008 e 2016, índice de fecundidade de apenas 1,36, etc.), começa agora a vislumbra-se a sua vitória definitiva: nas últimas semanas, as notícias sobre a destruição étnica de Portugal sucedem-se:
  1. No passado dia 6 de Abril, o Parlamento aprovou, por unanimidade, medidas de "acção afirmativa" para os "jovens" em Portugal, fazendo com que os portugueses brancos passem a ser cidadãos de segunda categoria no seu próprio país.
  2. No dia 13 de Abril foi divulgada uma sondagem segundo a qual 85% dos portugueses acreditam a inclusão dos imigrantes é um "investimento necessário para o país" e que 32% consideram que a imigração é mais uma oportunidade.
  3. No passado dia 20 de Abril, o Parlamento aprovou a naturalização de menores não necessariamente nascidos em Portugal desde que um dos progenitores aqui viva durante pelo menos cinco anos antes do pedido.
E como eu tinha previsto na posta relativa ao ponto 3, a "festa" ainda  só está a começar. Ontem, o monhé que ocupa o cargo de primeiro-ministro de Portugal prometeu mais iminvasão:
«O secretário-geral do PS, António Costa, disse, sábado, em Torres Novas, que o país "precisa de imigração" e de "atrair talento" para resolver o seu problema demográfico.»

Primeiro: qual é o "problema demográfico", exactamente? Os globalistas não andam sempre a dizer que o mundo já tem gente mais? Os ambientalistas não andam sempre a dizer que "estamos a gastar mais recursos do que a terra consegue repor?" Os intelectuais da sustentabilidade e  pseudocientistas afins não andam sempre a dizer que "é preciso encontrar alternativas aos modelos económicos baseados no crescimento demográfico"?! Então qual é o nosso "problema demográfico", exactamente?!?!

Nota para imbecis: eu não estou  dizer que não há problema nenhum, apenas a apontar a falta de coerência no discurso dos nosso (des)governantes; por um lado, temos que ter menos filhos porque o planeta está em risco; por outro lado, é preciso importar mais e mais iminvasores porque já não temos filhos suficientes para assegurar o "equilíbrio demográfico"! Bardamerda para esta "gente"!!!

Segundo: o que tem "atrair talento" a ver com "resolver o problema demográfico"? Os países mais atrasados do mundo, onde há menos talento a todos os níveis, são aqueles que têm uma vitalidade demográfica mais pujante!
«Definindo a demografia como "central para o nosso futuro enquanto país", Costa afirmou que, a par de políticas de natalidade, é preciso ser capaz de "atrair para Portugal talentos, força de trabalho, pessoas, que, sendo estrangeiros, vivendo noutras partes do mundo", permitam aumentar o equilíbrio demográfico.

Terceiro: "a par de políticas de natalidade"? Mas quais políticas de natalidade?!?! Há pelo menos vinte anos que ouvimos esta treta, os nossos (des)governantes têm falado várias vezes em adoptar políticas de natalidade para, no final, ficar tudo na mesma ou até pior!

 
"Eu quero é que venham mais "portugueses" como eu... e que partam mais portugueses como vocês!"

Quarto: voltamos ao segundo ponto... os mais talentosos têm geralmente poucos filhos. É tão simples quanto isto: quem trabalha a sério, sobretudo em áreas que constituem uma mais-valia para o país (tecnologia de ponta, automação, empreendedorismo,...) não tem nem tempo, nem um estilo de vida propício a ter muitos filhos. É por isso que a imigração para efeitos de sustentabilidade demográfica é uma pescadinha de rabo na boca: se importarmos gente realmente competente e qualificada, dificilmente importaremos gente com elevado potencial reprodutivo; mas se importarmos gente com elevado potencial reprodutivo, dificilmente essas pessoas serão competentes e qualificadas!
«"Por mais contas que se façam, não basta o aumento da natalidade para repor o nosso saldo migratório. Precisamos de imigração e, por isso, esse paradigma tem que ser dito com toda a clareza: precisamos de atrair talento para viver em Portugal", declarou, depois de apontar a evolução do índice de envelhecimento (dos 68,1 de 1990 para os 150,9 de 2016).»

Falácia, pelos motivos mencionados nos pontos dois e quatro. É uma excelente ideia atrair alguns imigrantes competentes, mas é uma péssima ideia atraí-los com o objectivo de ter mais bebés!
«"Estamos não só a ficar com uma população mais envelhecida, como estamos a ter cada vez menos jovens. Isto não tem só a ver com o facto de podermos imaginar que em 2060, em vez dos 10 milhões que hoje somos, seremos só 7 milhões, significa enormes desafios que se colocam à própria sustentabilidade da sociedade", frisou.»

Não necessariamente, como bem mostrou o Black Pigeon Speaks neste vídeo sobre a forma como o Japão lidou com o seu declínio demográfico. Os efeitos decorrentes da diminuição da população podem ser contrariados ou, pelo menos, atenuados com o aumento da automação e da eficiência dos processos industriais. Infelizmente, essas são duas das áreas em que a classe pulhítica "tuga" menos tem apostado...

____________
Ver também:

 
O Costa das Índias quer que os árabes comprem dívida portuguesa!
Costa das Índias gaba portugueses emigrados no Catar e faz pedinchice aos árabes
Costa das Índias: «Temos de enfrentar o populismo!»

Costa das Índias anuncia reforço da participação portuguesa em fundo da UE de apoio a África
O Costa das Índias insiste em querer acolher mais e mais "refugiados"
Insanidade total: o Costa vai mesmo tentar avançar com o tal "Espaço Schengen da Lusofonia"!
O Costa das Índias quer criar um "Espaço Schengen" da lusofonia!
Bosta das Índias diz que "é positivo que o referendo da Hungria seja inválido"
Os "refugiados" e a classe política traidora
O Costa das Índias continua a mentir descaradamente
Costa diz aos "refugiados" num campo grego: «São bem-vindos em Portugal»
Os esforços do Costa das Índias estão a dar frutos!
Tenham medo! Tenham muito medo!!!...
Costa não perde tempo e mostra logo ao que vem...
O PNR denuncia as promessas que Costa cumpre e também as que não cumpre...
Câmara de Lisboa perdoa 1,8 milhões de euros ao Benfica
Mais uma do Costa das Índias!...
PNR identifica o inimigo público nº1 de Portugal e dos Portugueses
PNR denuncia as intenções anti-portuguesas do cada vez mais provável futuro primeiro-ministro
De Lisboa a “Lismá”: PNR denuncia o legado de António Costa
Futuro primeiro-ministro dá 40 mil euros à Fundação Mário Soares

Entrevista do Prof. Jordan Peterson a uma loira burra australiana


     Temas da conversa: a inevitabilidade da responsabilidade na procura pelo sentido da vida, a erosão da liberdade de expressão nas universidades ocidentais, os "direitos" dos trangénero, a ideologia de "género", a legislação verdadeiramente orwelliana aprovada nos últimos anos no Canadá e a crescente ditadura do politicamente correcto no Ocidente.

Aproveito para sugerir a quem ainda não o fez que se subscreva ao meu canal do YouTube.



____________
Ver também:


O Prof. Jordan Peterson fala sobre a importância de conhecermos o nosso temperamento (com legendas)
O Prof. Jordan Peterson fala sobre o valor supremo da responsabilidade (com legendas)
Jordan Peterson: «Antes de tentar consertar o mundo, conserte-se a si próprio(a)!» (com legendas)
O Prof. Jordan Peterson: «há um preço a pagar por tudo o que fazemos e por tudo o que não fazemos»
Entrevista do Prof. Jordan Peterson ao Channel 4 (com legendas)
O Prof. Jordan Peterson fala sobre a vida das mulheres no mundo moderno (com legendas)
O Prof. Jordan Peterson fala sobre a importância das famílias na vida das mulheres (com legendas)
O Prof. Jordan Peterson fala sobre o mito da "apropriação cultural" e as preferências sexuais das mulheres
Por que foi a conta Google do Prof. Jordan Peterson temporariamente suspensa? (com legendas) 

sexta-feira, 20 de abril de 2018

Obsceno: filhos de imigrantes passam a ser "portugueses" de pleno direito, mesmo sem terem nascido em Portugal!


    Se o jus soli já era uma obscenidade, isto é pura e simplesmente inqualificável! Portugal caminha a passos largos para a sua destruição. Um muito obrigado! ao Filho da Truta (FdT) por nos ter trazido aqui a notícia mais deprimente da semana:
«Os filhos de estrangeiros que residam em Portugal há dois anos vão ser considerados portugueses originários, excepto se declararem que não querem ser portugueses, “invertendo a actual regra”. Isto irá encurtar o prazo na lei até agora em vigor, que exigia aos pais que estivessem a viver em Portugal há pelo menos cinco anos.»

A notícia foi redigida de uma forma confusa: os dois anos são para os filhos; os pais têm que estar em Portugal há pelo menos cinco anos, como ser verá mais adiante; seja como for, os filhos passam a ser "portugueses" de pleno direito, sem sequer terem nascido em Portugal! 
«Outra alteração significativa é o pedido de nacionalidade pela via da ascendência: pais de portugueses de origem podem vir a ter acesso à nacionalidade dos filhos desde que residam há pelo menos cinco anos em Portugal, independentemente da sua situação legal.»

Ou seja, depois de terem obtido a nacionalidade portuguesa para os seus filhos em apenas dois anos, os pais podem pedir a nacionalidade portuguesa para eles próprios! Que bonito!!!
«Estas são algumas das alterações à lei da nacionalidade que o Parlamento aprovou nesta sexta-feira e que vão facilitar aos filhos de estrangeiros nascidos em Portugal o acesso à nacionalidade, quer pela via originária, quer pela naturalização. Quem é português de origem tem plenos direitos, para quem se naturaliza os direitos encurtam. Os naturalizados estão impedidos, por exemplo, de se candidatar à Presidência da República ou à presidência da Assembleia da República.»

Naturalmente, porque os promotores desta aberração,os animais do Partido Xuxalista, só querem é os votos dos imigrantes, mais nada!

Não nascemos em Portugal, mas os nossos pais passaram por lá e decidiram registar-nos!
Agora somos tão portugueses como vocês, "tugas" cornudos e impotentes! Uéuéuéué!

«Por outro lado, será possível a naturalização de menores não necessariamente nascidos em Portugal desde que um dos progenitores aqui viva durante pelo menos cinco anos antes do pedido. Poderá ser assim mesmo que o progenitor esteja em situação irregular, e desde que o menor tenha concluído “pelo menos um ciclo de ensino básico ou secundário” no país – na lei anterior era necessário o progenitor ter título de residência válido e viver em Portugal há seis anos.»

Sublinho: "mesmo que o progenitor esteja em situação irregular"!
«Fica também definido na lei algo que o mais recente regulamento previa: a dispensa de prova de conhecimento de português para quem nasceu em países de língua oficial portuguesa.»

Pois claro! Desde quando é que é preciso falar português europeu para se ser português europeu?! Qualquer favelado bostileiro ou africano fala e escreve tão bem como o Camões ou como o Pessoa, pá! Sim, pá, porque português só há um, o globalista e mais nenhum!...
«Toda a esquerda (PS, BE, PCP e PEV) votou a favor, assim como o PAN, num total de 118 votos.»

"Assim como o PAN"?! Desde quando é que PAN não é de esquerda?!?!
«Os 16 deputados do CDS-PP presentes votaram contra e os 79 do PSD abstiveram-se


 Outra vez, para quem estiver a esfregar os olhos de incredulidade:
«(...) os 79 do PSD abstiveram-se

Só mais uma vez, para os mais cépticos:

«(...) os 79 do PSD abstiveram-se.»!!!

É... a "nossa" direitinha invertebrada nunca desilude! O que será que os deputados do PSD acham que vão ganhar com esta sua abstenção? Será que eles são mesmo tão estúpidos que acreditam que os imigrantes vão votar laranja no futuro? Será possível que sejam mesmo assim tão estúpidos?!?!...

Meus caros, marquem bem o que vos digo: isto ainda não fica por aqui! A esquerda sabe muito bem que os imigrantes votam massivamente nos seus partidos, por isso vai fazer por naturalizar cada vez mais iminvasores! Se isto continuar, em breve não adiantará haver partidos nacionalistas, porque a própria demografia nacional impedirá o Nacionalismo de chegar ao poder!

Renovo mais uma vez o apelo a todos aqueles que não querem viver numa Venezuela portuguesa: leiam bem esta posta do João n'O Livro das Imagens! Ou travamos a entrada de imigrantes nos próximos anos, ou só nos restará mesmo a guerra civil!!!

____________
Ver também:
 

Com o actual regime político, Portugal não tem qualquer hipótese de existência futura (Algol Mínima) 
Par(a)lamento "tuga" aprova acção afirmativa para os "jovens" em Portugal! 
Ainda sobre a aprovação da "acção afirmativa" em Portugal
Portugueses Primeiro: «Racismo no ensino?»

Três vídeos que vale a pena ver (59): mal-estar crescente na Alemanha


      Aqui ficam três vídeos curtinhos sobre a situação dos "refugiados" na Alemanha, que eu próprio traduzi e legendei:

1. Chefe de uma esquadra da polícia fala aos jornalistas; o agente conta-nos como uma jovem alemã de 21 anos foi gravemente frerida depois de ter recusado os avanços "românticos" de um "jovem vibrante"...




2. Cidadão indignado interrompe uma entrevista; uma equipa de televisão estava a entrevistar um refujiadista e a uma voluntária da caridadezinha na pequena localidade de Burgwedel (distrito de Hanover), quando, de repente, um cidadão que passava por ali naquele momento perdeu a paciência...




3. A boa vida dos refujiadistas na Alemanha; esta breve reportagem mostra-nos as regalias e os valores obscenos dos subsídios de que os "pobre coitadinhos fugidos à guerra" usufruem à custa dos contribuintes alemães.



____________
Ver também: 

Um alemão bem acordado!
"A diversidade é a nossa força", pá!!!
A Alemanha anda a tentar superar a Suécia...
Olha que "surpresa": «Quase todos os suspeitos da violência sexual em Colónia são estrangeiros»
O Arcebispo de Colónia volta a atacar!
Mais um clérigo cristão traidor...
Ainda sobre os gangues sexuais de Colónia...
Paul Joseph Watson: «A violação da Europa»
Três adolescentes alemãs molestadas por "pobres coitadinhos" em fesitval multicultural
Pat Condell: «A traição da Europa às mulheres»
Não se pense que é só na Alemanha...
A entrada continuada de mais homens imigrantes vai levar a mais casos de abuso sexual (Daily Mail)
Mais cidades europeias reportam casos de ataques sexuais na noite da passagem de ano (Atlas Shrugs)
Um obscuro óbvio (Lura do Grilo)
Três reacções "regressivas" aos ataques sexuais de Colónia (Rubin Report)
Assaltos e violações em Colónia (Blogue do FireHead)
Refugees Welcome! (História Maximus)
Os ataques sexuais da passagem de ano de 2015 em Colónia (Sargão da Arcádia - YouTube)
Vítimas dos ataques sexuais de Colónia descrevem o sucedido (ODN - YouTube)

quinta-feira, 19 de abril de 2018

Jason Riley: outro preto merecedor do nosso respeito!


      Este vídeo tem especial importância no contexto da recente aprovação, por TODOS os partidos com representação par(a)lamentar, de medidas de acção afirmativa para Portugal:
«Neste vídeo, o jornalista Jason Riley mostra, em complemento ao que já fora dito por Larry Elder, que a estagnação socioeconómica da população negra nos EUA não coincide apenas com a ascensão das políticas de "bem-estar social", mas também com a ascensão de negros na política americana, que foram alçados pouco a pouco a cargos de importância, até finalmente conquistarem, com Barack Obama, a presidência da república. 

Mas Riley mostra que a população negra progredia muito mais rapidamente antes que ela tivesse qualquer influência política, e que esse progresso, assim como a sua posterior estagnação, teve forte semelhança com outras minorias étnicas ao longo da história americana, não obstante a particularidade do passado de escravidão. Um ponto importante levantado por Riley é o de que a ascensão dos negros na política foi impulsionada por dois equívocos fundamentais. O primeiro é o de que o progresso social é eminentemente (ou unicamente) resultado da acção política. O Prof. Olavo de Carvalho já avisa há muito tempo que as coisas não são bem assim. O segundo equívoco, que decorre do primeiro, é o de que somente os representantes do grupo que almeja tal progresso são capazes de conquistá-lo para seus representados. Esta é a base da cada vez mais insana política de identidade que se espalha como uma praga por todo o Ocidente.»

Um testemunho sobre a crescente presença alógena no interior português


Um muito obrigado! ao Filho da Truta (FdT) por ter partilhado connosco, aqui nas caixas de comentários do TU, este seu desabafo:
«Meu caro, se me permite vou relatar aqui mais uma daquelas histórias da vida real que se passou comigo mesmo neste Domingo de Páscoa (bem sei que foi a 1 de Abril mas é mesmo verdade).
Passei então o referido dia numa aldeia do interior norte de Portugal com uma parte da minha família. Diga-se de passagem que todos esses familiares são votantes do BE, PS ou PSD (já vai perceber porque é que isto é relevante).

Após o delicioso almoço decidimos ir ao café da Aldeia beber qualquer coisa... Chegados ao estabelecimento, eu e mais 3 membros masculinos da família decidimos jogar bilhar enquanto as senhoras ficaram na mesa a conversar. Estava até a ser uma tarde muito agradável e familiar, quando de repente e para meu espanto entram no café nada mais nada menos que 7 indivíduos todos diversamente muito morenos e parecidos, na casa dos 20 anos de idade, e com bastante mau aspecto. À primeira vista até pensei que eram ciganos mas mal passam por mim ouvi-os a falar árabe ou qualquer coisa parecida. Percebi então que eventualmente estaria na presença daquelas "crianças refugiadas" de 20 e tal anos de idade que o prof. Marcelo vai buscar à Grécia. Não sei de onde é que eles são, mas pela língua e pelo aspecto físico deveriam ser Iraquianos, ou Sírios ou do Norte de África.
 Somos os "novos portugueses"! Porque vocês, os "velhos portugueses", já eram!
Os indivíduos num primeiro momento ficaram em pé com os olhos fixados na mesa de bilhar como quem diz "viemos aqui jogar e estes nativos estão nos a ocupar a mesa..." 1 dos meus familiares do sexo masculino que estava a jogar comigo comentou logo baixinho e entre dentes "o ambiente está a ficar pesado..." e esta frase deixou-me chocado! Então um orgulhoso votante das esquerdas em vez de dizer "Eina! Olha para estes belos jovens que vieram dinamizar a economia local! Vamos já meter conversa no sentido de ter experiências inter-culturais vibrantes!" Em vez disso o preconceituoso achou que o ambiente estava a ficar PESADO :D

Resignados os alógenos sentaram-se numa mesa ao lado e passado 2 minutos tinham a mesa repleta de cervejas!! O Allah na Pascoa deve estar a dormir! Como é óbvio nós não podíamos dar parte fraca e fugir dali a 7 pés com o jogo a meio, então continuamos a jogar mas a cada minuto que passava a tensão aumentava...ainda por cima eles estavam mesmo ao lado da mesa onde estava a minha companheira e restantes mulheres da família, e não havia quase mais ninguém no café...estava a ver que com o andar da hora e das cervejas os jovens podiam dar ar de sua graça e lá tinha eu que dar com o taco no focinho de alguém (o que provavelmente ia acabar mal para o meu lado...)

Finalmente a bola preta lá entrou no buraco (estava difícil) e fomos embora. Claro está que já no exterior do café tive que me afastar um bocado da restante família para não ter que lhes gritar aos ouvidos "estão a ver a malta que os vossos partidos querem usar para "rejuvenescer" o interior? mas a presença destes gajos não altera em nada o nosso estilo de vida! que ideia!"

Diga-se de passagem que nesta aldeia relativamente isolada acho que nem há posto da GNR pelo que eu, os meus familiares e a envelhecida população daquela freguesia estão completamente à mercê da boa ou má disposição deste tipo de Indivíduos...e é este o Estado da Nação, e particularmente do Interior do país, que muitos Nacionalistas românticos viam como "o refugio das metrópoles cosmopolitas"...
Ass: FdT»

Que esta história sirva para abrir os olhos àqueles que continuam a achar, estupidamente, que a iminvasão é um fenómeno que afecta apenas os grandes centros urbanos de Portugal. E deixo aqui esta pergunta: os "jovens" deste relato do FdT estavam sozinhos... com que mulheres é que vocês acham que estes "novos nortenhos" vão acabar? Pode ser que uma delas seja vossa filha, vocês que votaram PS/PSD/CDS/CDU/BE/PAN!!!

____________
Ver também: 


Um testemunho sobre a crescente islamização e miscigenação na zona da Grande Lisboa
Nova lei da imigração levou a um aumento recorde dos pedidos de residência em Portugal!
Triste futebol: "Associação dos Estudantes Africanos de Bragança"
Confirma-se mais uma vez: o ensino superior é um dos maiores focos de promoção da iminvasão!

quarta-feira, 18 de abril de 2018

Larry Elder: um preto digno de ser respeitado! (2)


    Um muito obrigado ao Ilo Stabet por nos ter trazido aqui este vídeo. Recordo que o Ilo Stabet tem um excelente podcast, o 'Portugal Desintegrado', que aqui o vosso Afonso recomenda vivamente. O inenarrável Piers Morgan tenta fazer passar mais uma vez a narrativa esquerdalhista de que os negros são vítimas de racismo institucional nos EUA. Mas o Sr. Elder não o deixa safar-se tão facilmente com ele esperava...


____________
Ver também:

Larry Elder: um preto digno de ser respeitado!

Instantâneos da modernidade...


    E em Hollywood, continua a engenharia social "progressista": o Estêvão Spilbergue* disse, numa entrevista ao Correio da Manhã britânico, o The Sun, que o próximo Indiana Jones poderia ser uma mulher. E, em tom de graçola, acrescentou que a nova heroína poderia chamar-se "Indiana Joan". 

 Mas que rica ideia, Estêvão! Toma lá esta medalhinha por seres tão "criativo"!

Eu cá acho que ele está a ser pouco ambicioso: o próximo Indiana Jones poderia ser um arqueólogo negro e guei que, depois de muito levar no paco... eeer... perdão, depois de muito viajar pelo mundo e viver aventuras, descobre que é afinal uma mulher presa num corpo de homem, manda cortar a pilinha e então sim, passa a chamar-se "Indiana Joan"! É que já que estamos numa de "modernidade", não podemos excluir os panascas e os transcoiso, pá!

Agora a sério, alguém avise este caramelo hollywoodesco que o Indiana Jones com vagina já foi inventado há quase 22 anos... chama-se Lara Croft e consegue ser ainda mais ridícula do que o Dr. Jones original...
_______________________
(*) - Sim, eu sei que é Spielberg... mas Spilbergue fica mais giro!
 😛

segunda-feira, 16 de abril de 2018

Nigel Farage desmonta a mentira das "crianças refugiadas"


     Nigel Farage, agora também conhecido pelo bem merecido e invejável cognome de "Sr. Brexit", mostra-nos alguns números que demonstram aquilo que já todos sabíamos: a maioria das "crianças refugiadas" não tem nada nem de criança, nem de refugiada...

Aos 0:56, o Sr. Farage diz "65% de todos os que vieram", mas eu traduzi "88% de todos os que vieram", porque acredito que o Sr. Farage cometeu um erro. Com efeito, 618/705 = 87,66% e não 65%...



___________________________________
Mais Nigel Farage (todos com legendas):

Nigel Farage volta a denunciar o criminoso Soros
Nigel Farage sobre a decisão, por parte da Fórmula 1, de banir as grid girls
Nigel Farage denuncia a influência do criminoso Soros e da sua Open Society sobre a União Europeia
Nigel Farage sobre a captura das escolas ocidentais pela Esquerda
Nigel Farage: «Onde estavam vocês quando Obama, em 2011, baniu todos os iraquianos?»
Nigel Farage denuncia a tirania das elites anti-Brexit

Em Espanha: rapariga violada enriquecida por quatro "homens"


Mas uma bimba europeia que devia ter usado a cabeça e evitado o contacto com "gentes" de certas paragens!
«A Polícia Nacional [de Espanha] deteve três "homens" em Alicante [Sudeste de Espanha] acusados de agredir sexualmente [eufemismo para violar] uma jovem de 19 anos. Um quarto "homem" estará ainda a ser procurado pelas autoridades.
Os "homens", de nacionalidade argelina e com 19, 28 e 34 anos, cometeram a "agressão" durante a madrugada de sábado. Um dos "agressores" conheceu a vítima  [primeiro erro da jovem] numa discoteca e, depois de a convidar a consumir algumas bebidas alcoólicas [segundo erro da jovem], insistiu que a acompanhasse a sua casa [terceiro erro da jovem].
Uma vez no local, outros  três "jovens" [um deles tinha 34 anos, mas eram todos "jovens"!] saíram dos quartos anexos e, juntamente com a pessoa que tinha convencido a jovem a ir com ele, agrediram-na sexualmente [ou seja, violaram-na], que não conseguiu fugir. Um dos  "suspeitos" [como podem ver, a imprensa espanhola também está contaminada pelos mesmos eufemismos revoltantes que abundam na sua congénere portuguesa] levou depois a jovem à rua. A rapariga acabou por pedir ajuda no primeiro estabelecimento comercial que encontrou. Acabou por ser lavada e atendida no Hospital Geral de Alicante.»

Recapitulando, meninas que eventualmente estiverem a ler isto:
▪ Primeiro erro: travar conhecimento com este tipo de "gente".
▪ Segundo erro: deixar que este tipo de "gente" vos embebede.
▪ Terceiro erro: deixar que este tipo de "gente" vos leve a casa, seja à vossa, seja à deles.
E sim, para aqueles que eventualmente estiverem chocados pelo facto de eu achar que a moça também teve culpa, deixem-me ser bem claro: SIM, a moça também teve culpa! 90% da culpa é dos violadores muslos, mas pelo menos 10% da culpa é da moça! Então as mulheres europeias ainda não sabem o que lhes pode acontecer quando se metem com esta "gente"??? Com tantos casos semelhantes a este pela Europa fora -aliás, pelo mundo todo- e ainda há quem caia neste género de armadilhas?!?!

_________________________________
Outras dádivas do Islão às mulheres:

Mais uma bimba "bife" que se meteu em sarilhos no mundo muçulmano...
No Egipto: seis turistas ocidentais atacadas à facada, duas alemãs morreram
"Refugiado" paquistanês enriquece mulher branca com quem casou
Tradutora do FBI traiu o seu marido e o seu país por um terrorista do ISIS
Professora primária inglesa brutalmente assassinada no Catar
Mais uma bimba europeia presa por ter sido violada!
Norueguesa violada e acusada por "sexo fora do matrimónio"
Mulher inglesa conta como foi violada por um gangue de muçulmanos
Era uma vez uma universalista que queria casar com o mundo...
Marroquino queima viva a sua mulher
Escola islâmica proíbe raparigas de correr para não perderem virgindade
Entretanto, na Finlândia... (2)
Irão executa jovem mulher que matou o seu violador
Mais um gangue pedófilo islâmico no Reino Unido...
Finlândia: cinco somalis perseguem e violam mulher
Mais de 1000 meninas sujeitas à mutilação genital em Portugal
Em Mossul: ISIS ordena que todas as mulheres e meninas sejam submetidas à MGF
Adivinha quem é!...
Em França: mais uma jovem europeia violada por adeptos da "religião da paz"...
E por falar em casais mistos....
Prémios Darwin de 2017: Iris Ross
Portuguesa mata-se por ter sido rejeitada por árabe